Dallagnol sobre Sergio Moro: “Atos intoleráveis”

Dallagnol sobre Sergio Moro: “Atos intoleráveis”.

Deltan Dallagnol (Coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato) em Curitiba, afirmou que os atos narrados pelo ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, sobre tentativa de interferência por parte do Presidente da República, Jair Bolsonaro, na Polícia Federal (PF) são intoleráveis.

Além disso, Dallagnol reafirmou que os atos do então juiz Sergio Moro representam risco para todas as investigações na nação Brasileira, especialmente contra poderosos.

Na última sexta-feira (24/04/2020), Sergio Moro pediu demissão do cargo de Ministro da Justiça, após o Presidente Jair Messias Bolsonaro demitir, à pedido, Maurício Valeixo, ex-diretor da Polícia Federal.

A alegação de Moro é que Bolsonaro demitiu Valeixo sem seu consentimento e fraudou decreto de exoneração, publicado no Diário Oficial da União, em que constou sua assinatura e o registro de demissão do delegado – atos inexistentes.

Em discurso de renúncia, Moro revelou que não aceitou a interferência politica na Polícia Federal e acusou o presidente de possíveis crimes.

“Os atos narrados são intoleráveis”, afirmou Dallagnol.

“Caberá ao procurador-geral da República, ao Congresso e ao Supremo Tribunal Federal (STF) investigar e avaliar se houve crime, seja comum ou de responsabilidade”, completou.

Ao ser questionado sobre as ações narradas por Sergio Moro e sua demissão, Deltan afirmou que os atos são intoleráveis.

“Os atos narrados são intoleráveis. Segundo o ex-ministro, quando percebeu que não teria como obstar a possível interferência nas investigações porque o diretor-geral da PF estava sendo trocado à sua revelia, restou-lhe levar os fatos a público e pedir demissão como único modo de proteger a polícia, as investigações e o interesse público”, disse.

Veja Mais Notícias no Site Welesson Oliveira e WOL Notícias

Volte à Pagina Inicial do Site Brasil Contra Corrupção

Dallagnol sobre Sergio Moro: “Atos intoleráveis”

Entretanto… No entanto… De acordo com o… Ainda de acordo com… Mesmo que… Por outro Lado… Além disso… Mesmo porque… Aliás… Afinal… Ademais… Anteriormente… Assim… contudo… Embora… Enquanto… Então… Entretanto… Outrossim… Pois… Por enquanto… Por enquanto…